Mari e Malu: Capítulo 8 e 9

Postado: 5 jan 2018 | 8 Comentários

Para ler o 8º capítulo de Mari e Malu, cadastre seu e-mail para receber a história.


Mari e Malu: Capítulo 9

Quando Mari acordou, Malu estava olhando para ela.

– Você não dorme? – perguntou Mari com voz de sono enquanto se empreguiçava lentamente.

– Acordei tem um tempinho e me deu vontade de ficar olhando para você. Não queria te acordar… Ainda. Mas já é meio dia.

Mari não respondeu, apenas abraçou Malu e resmungou para a ideia de ter que levantar da cama. Depois de alguns minutos, Mari ainda sonolenta olhou para Malu e perguntou:

– Como você está?

– Essa é a sua forma de perguntar se foi bom pra mim? – Malu respondeu com outra pergunta.

– Mais ou menos. – disse Mari sorrindo.

Malu ficou olhando para ela enquanto esperava o resto da frase.

– É que você é tão especial para mim, que eu queria que esse momento fosse especial… para nós duas.

– E foi. – respondeu Malu sorrindo.

Malu aproximou seu rosto ao de Mariana e a beijou lentamente. Beijo que se tornou intenso, as carícias recomeçaram até que se perderam novamente no momento de paixão.


– Preciso de um banho! – disse Malu após passar um bom tempo jogada na cama ao lado de Mari.

– Vou pegar uma toalha para você e você pode escolher alguma coisa no meu armário para usar. De jeito nenhum que te deixo ir embora hoje. – respondeu Mari enquanto se levantava e buscava uma toalha no armário.

– E quem disse que eu pensei em ir embora? Vim preparada, minha mochila está na sala. – falou Malu enquanto se levantava da cama para ir buscar suas roupas.

– Ah… então quer dizer que foi tudo planejado? Me sinto usada! – disse Mari em tom de brincadeira.

– Na verdade, eu trouxe roupa se você quisesse sair mais tarde, mas acho que vou aceitar sua oferta e pegar essa blusa aqui. – disse Malu enquanto pegava uma blusa do cabide, dentro do armário de Mari.

– É uma das minhas favoritas. Você vai ficar linda nela. – Mari falava enquanto estendia a blusa grande e velha na frente do corpo da Malu.

– Vou tomar meu banho, então.

Malu pegou a toalha que estava na mão de Mari e foi para o banheiro.

– Posso usar seu sabonete líquido? – gritou Malu de dentro do box.

– Pode usar tudo o que está aí. – respondeu Mari com carinho.

Mari estava tão feliz que não conseguia acreditar, sentou-se na cama e repensou todos os últimos dias em sua cabeça. Malu a fez se sentir tão bem, tão leve, tão.. tão… Se pegou pensando em como seria quando Malu voltasse para Brasília. Sacudiu a cabeça como se tentasse afastar esses pensamentos. Não era hora de estragar tudo com pensamentos negativos.

Separou a blusa de dormir que tanto gostava e um short para Malu, para quando ela saísse do banho tivesse o que vestir antes de decidirem se sairiam ou não. Ficou na sala esperando Malu sair do banho.

Malu saiu do banheiro e viu a roupa separada em cima da cama e não conteve o sorriso. A blusa apesar de velhinha tinha um significado para ela, era a favorita da Mari.

Mari entrou no quarto, viu Malu de toalha olhando para a roupa e a abraçou por trás. Beijou sua nuca, seus ombros e a apertou contra seu corpo.

– Que tal mais uma vez? – perguntou Mari sorrindo maliciosamente.

– Acho ótimo, mas primeiro… comida! – falou Malu saindo do abraço de Mari e a olhando de frente.

– Mas… mas… – resmungou Mari.

– Necessidades básicas primeiro, Mariana! – falou Malu tentando parecer séria.

– Sexo é necessidade! – respondeu Mari com um sorriso no rosto.

– Mas sem comida eu morro, sem sexo eu consigo viver! Agora deixe eu me trocar e a gente decide o que faz!

Mari saiu do quarto e foi para a cozinha. Malu terminou de se vestir, penteou os cabelos e foi encontrá-la. Mari estava de costas para a bancada com vários ímãs de geladeira na mão.

– Pensei em pedir comida. – disse Mari, enquanto se virava para Malu.

– Acho ótimo! Assim podemos passar mais tempo juntas!

– E só para constar, você está ótima nas minhas roupas. – disse Mari ao e aproximar de Malu e a beijou enquanto segurava os ímãs dos restaurantes nas mãos.

Malu riu e as duas se sentaram no sofá para decidir o que comer.

Depois de algumas ponderações, decidiram comer comida japonesa.

A comida chegou e Mari não deixou que Malu pagasse nada.

– Mari, para com isso! Deixa eu pagar pelo menos a metade.

– Não, claro que não! Minha casa, minhas regras. E além disso, você fez um super café da manhã pra mim. Pode parar.

Malu bufou pela teimosia de Mari, mas a deixou ganhar… dessa vez.

 

Mari e Malu
Capítulos:
   1  2  3  4  5  6  7  8 e 9

 

Receba dicas e novidades

8 Comentários

  1. Socorro Alves disse:

    Boa tarde! estou adorando a historia de Mari e Malu, só não consegui assistir o capitulo 08.
    mande para o meu e-mail. ( socorrocruz2013@bol.com.br).
    obrigada e beijinhos.

  2. Anny disse:

    Cadastrei meu email, fiz a inscrição e mesmo assim não obtive êxito no capítulo 8.

  3. Não consigo ler o capitulo 8
    Quando sai o capitulo 10 ?

    • A Letra L disse:

      Olá, Soraya.
      Cadastrou seu e-mail para receber o capítulo 8? Dá uma olhadinha na sua caixa de e-mail (inclusive a pasta de spam).
      Você receberá o capítulo em seu e-mail. 😉
      Qualquer coisa, nos avise.

      Obrigada pelo carinho!
      Ps.: o capítulo 10 sai sexta-feira. 🙂

  4. Ana júlia disse:

    Capitulo 8 li agora impecável ! De mais !! Aguardando o próximo :}

  5. Ana júlia disse:

    Ameiii ! Meu Capitulo favorito <3

Deixe o seu comentário!