Expulsa de casa por ser lésbica, a atleta Emily Scheck consegue U$ 100 mil em doações

Postado: 22 nov 2018 | 0 comentários

Emily tem 19 anos e está no segundo ano na faculdade Canisius.

“Em agosto deste ano, nossa amiga Emily foi expulsa de casa. Seus pais descobriram que ela tem uma namorada através de suas mídias sociais, e eles lhe deram a escolha; volte para casa e vá para a terapia de cura ou fique na escola e seja completamente esquecida. Ela escolheu o último e tem feito o seu melhor para se manter na faculdade sem o apoio financeiro de seus pais.” diz a amiga de Emily, ao escrever sobre ela na campanha que arrecadou mais de 100 mil dólares (a meta era U$ 5 mil).

Emily Scheck.

Por sorte, Emily já estava vivendo nos dormitórios da faculdade quando seus pais descobriram sua sexualidade, mas isso não os impediu que mandassem mensagens cheias de ódio e tirassem de casa todas as suas coisas.  

Para ficar na escola, Emily trabalha em dois empregos: um em Wegmans e outro em um trabalho de estudo no campus da universidade.

Emily e sua namorada Justyna. Fonte: GoFundme

 Fonte: outsports.com

Campanha de Emily no GoFundMe: https://www.gofundme.com/let-emily-be-herself

 

Receba dicas e novidades

0 Comentários

Deixe o seu comentário!